Notícias da Rede

Varejistas e governo querem criar ?Black Friday brasileira?

voltar
Lideranças do varejo e o governo federal negociam a criação da “Semana do Brasil” entre os dias 6 e 15 de setembro. A isenção de eletrônicos e eletrodomésticos vendidos no período da cobrança do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) está sob a mesa, segundo o jornal Valor Econômico.
 
A atual Black Friday será mantida. Os descontos farão parte de uma série de ações do Planalto, que quer estender as comemorações do 7 de Setembro. O governo ainda negocia com o setor hoteleiro para promover descontos e incentivar o turismo na semana em que é comemorada a independência do Brasil. Bancos, concessionárias e fabricantes de automóveis também devem participar da ação.
 
A proposta começou a ganhar força depois de dois episódios: a aprovação da reforma da Previdência em primeiro turno na Câmara e liberação parcial dos recursos do FGTS. Para isenção de cobrança do ICMS na venda de eletrônicos e eletrodomésticos o governo precisaria da aprovação dos estados, responsáveis pela cobrança.
 
“Brasil em Verde e Amarelo” será o mote que deve nortear as campanhas das empresas envolvidas. O evento não deve ter o mesmo tamanho da Black Friday, já que são vários segmentos envolvidos e restam apenas 40 dias para o planejamento da “Semana do Brasil”.
 
Segundo o Valor, houve uma reunião na última quinta-feira (25) no Instituto para Desenvolvimento do Varejo com a presença do Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, o chefe da Secretaria de Comunicação Social (SECOM) – órgão ligado à presidência -, Fabio Wajngarten, Flavio Rocha (Riachuelo), Roberto Fulcherberguer (Via Varejo) e Marcelo Silva (Magazine Luiza e IDV).
 
FONTE: Portal no Varejo